Origem do Guaraná

O guaraná (paullinia cupana) é um cipó, que na sua forma selvática, sobe nas árvores podendo chegar a 13 metros de altura. Quando cultivado em áreas abertas assume a forma de um arbusto. Os frutos dele, em cachos, tem uma casca vermelha que abre quando estão maduros. Aparece então a polpa branca e a semente preta, que fica exposta. Essa sua forma única e caracteristica parece com um olho humano e isso alimentou as lendas indígenas sobre a sua origem.

A semente do guaraná é consumida pelos índios Sateré-Mawé há muitos séculos, bem antes da chegada dos europeus no Brasil.  As sementes torradas contém guaranina, um estimulante parecido com a cafeína. A porcentagem é normalmente o dobro do que a contida no café, chegando até três vezes, dependendo das variedades genéticas das plantas. (4.2% a 6.0%, fonte: EMBRAPA)

O primeiro relato pertence ao jesuíta Pe. Felipe Bettendorf, que em 1664 descreveu como encontrou no Amazonas o Guaraná:

 

Têm os Andirazes em seus matos uma frutinha a qual secam e depois pisam, fazendo delas umas bolas que estimam como os brancos o seu ouro. Chama-se Guaraná. Desfeitas com uma pedrinha em cuia d'água, dão tanta força como bebida que indo à caça um dia até outro não sentem fome, além do que tiram febres, cãibras e dores de cabeça.

Pe. Felipe Bettendorf
Sobre a loja

Nosso site tem o objetivo de levar o melhor guaraná do mundo diretamente do produtor para o consumidor final. Todos os produtores estão na área geográfica abrangida pelo selo de Certificação de Indicação Geográfica (IG), e acompanhamos o plantio e todo o processo produtivo para garantir o alto padrão de qualidade. O Guaraná de Maués é diferente de todos os outros: não somente faz bem, como é bom de tomar.

Pague com
  • PagHiper
  • PagSeguro
Selos

D'Amazonia Origens - CNPJ: 08.112.060/0001-08 © Todos os direitos reservados. 2019

Siga-nos no Instagram
SnapWidget · Instagram Widget